Como aproveitar as férias: Organize-se!

Vamos combinar que organizar coisas não é lá um ótimo jeito de aproveitar as férias, mas é meio que necessário para começar um ano sem bagunça e sem aquelas promessas de estudar/ler mais/emagrecer não serem compridas. Pra isso vou dividir esse post em dois: Organize-se com coisas velhas e organize-se com a escola, que será meu último post dessa pequena série de “Como aproveitar as férias” (prometo fazer uma bem maior nas próximas férias).

 Pra começar, vamos fazer um cronograma. Eu acho (repetindo, acho) que as férias da maioria acaba dia 29. Então separe a quinta feira 26 para fazer uma limpa no seu armário (expressão roubada da minha mãe). Para isso, separei alguns itens que deve ser levado a sério na hora de organizar pra valer seu armário:
  • Roupas velhas e pequenas:  Você não usará mais roupas que estão a 5 anos no seu guarda roupa e só foi colocada no seu corpo duas vezes, então pode tirar. Sua roupa pode ser bem mais utilizada em crianças que não tem tanto quanto você e isso lhe fará sentir muito bem. Guarde roupas apenas que fazem parte da sua história, como aquele seu vestidinho de babadinho que usou no 1º aniversário, ou uma camiseta da Miney desbotada de tanto usar, roupas que fazem lembrar bons momentos. Guarde também roupas da sua mãe ou avó que tem a ver com o seu estilo, não estão acabadas e peças que são chamadas de clássicas: brilho e estampa de animal sempre estão saindo e entrando na moda, calças jeans de marca de quando sua mãe era solteira que parecem não ter fim, roupas que são refêrencias quando lembramos de tal época, boleros, tricot, florais, listrados, seda e qualquer coisa que sirva em você (e que parece servir a algum tempo) que tenha a ver com seu estilo.
  • Cadernos dos anos passados:  Você sempre pensa “quem sabe vou usar esse caderno ano que vem ou quando for prestar vestibular” todo ano antes de jogar tudo seus cadernos fora. Porém, acredite você nunca vai usar. Jogue tudo! Mas antes, reveja os cadernos e procure por um que não esteja completamente lotado de matérias ou desenhos e rasgue as páginas usadas, eles podem ser úteis para você usar pra fazer lições de casa, resumos e algumas coisas um pouquinho importantes. Também não guarde resumos, quando você tiver uma prova da mesma matéria é melhor fazer outro resumo para memorizar. Guarde apostilas, livros didáticos, livros considerados clássicos, cadernos com mensagens de amigos, colegas e aquelas canetas velhas coloridas que ainda funcionam. E um detalhe para quem está no ensino fundamental ou indo para o médio: Não tenha dó de jogar/doar/vender suas apostilas, guarde só livros como atlas, gramáticas ou livros específicos. A matéria do ensino médio será totalmente diferente e por isso é melhor deixar espaço pra suas apostilas da 8ª até o 3º. Livros como esses que citei são ótimos para conhecimento básico que vemos no fundamental.
  •  Sapatos velhos:  Segue mais ou menos a mesma regra que as roupas, porém tem um detalhe que (quase) todos esqueçemos. Chega de guardar aquela sapatilha que comprou pra ir pra praia, voltou cheirando maresia e, pior ainda, com a sola toda estourada. Além de feder todos seus outros sapatos, não vai ser confortável usar uma sapatilha colada com superbonder. Tire todos os sapatos que estão fedidos demais, criando fungos, mofos, com a sola saindo ou que mesmo sendo uma gracinha não são nada confortáveis. E deixe apenas os que realmente gosta, os confortáveis, os que ficam novinho após 3hrs de molho e 2 dias no sol e os que marcam sua história.
  • Brinquedos:  Eu sou meio suspeita pra falar de doar brinquedos porque pelo menos 40% dos meus brinquedos continuam em casa e eu tenho uma dor no coração de me livrar deles. Mas não precisa se desfazer de todos, apenas daquela Barbie que sempre usava como vilã ou da Susi indesejada que ganhava da tia (eu gostava das Susi porque tinha dó que ninguém gostava delas, mas) elas podem fazer uma criança que nunca teve um brinquedo muito feliz. Também tire aquelas panelinhas quebradas, mas tente concertar antes de doar para alguém, ou só mande as melhores. Bichinhos de pelúcia podem ser lavados e costurados e existem até lugares que cobram pra fazer esse serviço, se você tiver dinheiro e nenhuma disposição. Arrume eles e doe para uma instituição próxima, algum parente ou morador de rua. Mas calma aí, não estou falando de todos. Deixe aquele ursinho que te protegia quando você tinha 5 anos ou aquela sua primeira Barbie que ganhou do papai-noel. Mais uma vez, guarde coisas que conte sua história.
 Com os demais objetos que não se encaixam nessa listagem a regra é sempre a mesma: tire aquilo que não te serve, não está com condições para ser guardado, e guarde aquilo que pode ser usado mais para frente e que conte sua história.
  
 Aposto que sua mãe vai agradecer por ver seu armário arrumadinho e cheiroso por pelo menos dois dias sem ter que precisar gritar pra você arrumar ele ;)

 Obs.: Ainda estou em busca de uma moderadora para a partir de fevereiro, mais informações nesse post.

4 comentários:

  1. Hahahah sempre que chega nas férias eu jogo uma montanha de papeis velhos e arrumo o quarto todo. Adoooro mudar o quarto também, acho que dá mais vontade de ficar nele.
    http://sweetgirlfriendblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, eu também! Mudei de casa recentemente então ainda não mudei muito, mas na casa antiga vivia mudando a posição dos móveis e minha mãe entrava tipo "o que aconteceu aqui?" É muito bom :P

      Excluir
  2. Sempre que arrumo meu quarto, acabo me desfazendo de muita coisa - especialmente papelada e roupas.
    Mto legal o post!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada :) Eu me desfaço muito de papelada também e roupas tiro duas vezes no ano pra doar e etc...

      Excluir

Comente! Seu comentário nos ajuda a crescer e nos motiva. Só não esqueça de dar críticas construtivas, e deixar o link de seu blog, se quiser que eu retribua o comentário. Beijos!